O dia D: Brasil passa por teste de fogo em meio a maior crise política da história

congresso1-640x400

Chegou o dia. O Brasil terá pela frente, nesse 17 de abril de2016, o maior teste político de sua história. Nem mesmo o pré 64 foi capaz de proporcionar um momento tão único como agora. A democracia, as instituições públicas e a própria população serão colocadas a prova nas próximas horas.

Com uma crise política, econômica e ética sem precedentes, o país será colocado à prova e terá a chance de dar o primeiro passo no impeachment presidente Dilma Roussef. Com ânimos acirrados e uma euforia não vista nem mesmo em finais de campeonato, o Brasil aguarda ansiosamente o início da votação. Telões espalhados pelo país devem receber multidões eufóricas, sejam os apoiadores de Dilma, sejam os apoiadores do impeachment. A disputa que se arrasta há meses, finalmente terá um primeiro desfecho.

Sobre as previsões do resultado, o que pode-se dizer é que não há um consenso como houve com Collor. A guerra pelos votos nos últimos dias proporcionou altos e baixos para os dois lados. Mas a sensação que fica, é que o impeachment está na frente, com uma vantagem razoável e tem tudo para confirmar o favoritismo. Nos levantamentos, o impeachment teria entre 348 e 352. Nas contas dos deputados, o impeachment pode atingir até 380 votos. De qualquer forma é preciso manter os pés no chão, afinal os números apresentam um razoável nível de incerteza.

Ao governo, não resta muito mais o que fazer. Apesar de repetir constantemente que tem os votos necessários para barrar o impeachment, a sensação é de blefe. Nos últimos dias o governo se utilizou das táticas mais espúrias para convencer deputados. Entre rios de dinheiro vivo, cargos e a presennça de Lula, o PT utilizou todas as armas possíveis para manter Dilma no poder.

Há ainda um número de deputados que não se pronunciaram, e devem abrir o jogo apenas na horas. A sessão de debates na Câmara deve se arrastar até o final da manhã do domingo, mas é pouquíssimo provável que interfira no resultado.

Feitas todas as previsões, salvo o imponderável, às 14 horas a sessão definitiva deve ter início. O clima de “não saber o que vai acontecer” nesse domingo persiste. Torçamos para que o Brasil saia por cima e que acorde na segunda-feira, pronto para um novo capítulo de sua história.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s